"Kelly"

Dachshund

UMA CERTA NOITE EM ITAPOÁ.....
ENTRO EM UMA PASTELARIA E ME DEPARO COM UMA CACHORRINHA AMARRADA A UM CABO DE AÇO COM UMA CORRENTE MUITO CURTA.
PERGUNTO AO DONO DO LOCAL SE NÃO TINHA VERGONHA DE DEIXAR AQUELA CACHORRINHA NO SOL, NA CHUVA, EM BAIXO DO BERAL DA CASA EM UMA CAIXA DE MADEIRA.
ELE ME RESPONDE QUE ALI ELA ESTAVA NO PARAÍSO, QUE DE VEZ EM QUANDO SOLTAVA ELA PARA IR PEGAR UNS SIRIS E PEIXES NA PRAIA, MAIS QUE SE EU QUISESSE PODERIA PEGAR ELA.
ELA MAIS DO QUE DEPRESSA VIROU COM AS QUATRO PATAS PARA CIMA.
NÃO TIVE DÚVIDAS, NEM LEMBRO SE COMI O TAL PASTEL.LEVAMOS ELA PARA CASA.
ARRUMEI UMA CAMINHA E NO DIA SEGUINTE FOMOS COMPRAR REMÉDIO , POIS ESTAVA INFESTADA DE PULGAS. DEMOS BANHO, COMPRAMOS RAÇÃO.
AÍ DESCOBRIMOS A VERDADEIRA HISTÓRIA DA KELLY.
ERA UMA CACHORRA USADA PARA CRIAR FILHOTES PARA VENDA.
ERA MAL TRATADA, VIVIA EM UM CHIQUEIRO DE PORCOS, SEU MARIDINHO MORREU DE FOME.TINHA PROBLEMAS DE COLUNA,MAIS COM O TRATAMENTO DE ACUMPULTURA FICOU CURADA.
LEVOU ALGUM TEMPO PARA SE ADAPTAR A NOVA VIDA.
LEVAVA UMA VIDA NORMAL, ERA FELIZ AQUI EM CASA, NUNCA PEDIU NADA EM TROCA.
VIROU UM VERDADEIRO MULEQUE, CORRIA ATRÁZ DAS RAIAS O DIA TODO.
DIZÍAMOS QUE VOCE TINHA INFLUENCIADO A GALERA TODA PARA CORRER ATRÁZ DE RAIAS...NUNCA MAIS SOUBE O QUE FOI FICAR PREZA EM UMA CORRENTE, SEU RABINHO SEMPRE ABANANDO ...
ERA A COMPANHIA DA MINHA MÃE.
KELLY, COMO DIZER QUE NÃO SENTIREMOS SUA FALTA, VOCÊ SE TORNOU MEMBRO DA NOSSA FAMÍLIA, ATÉ NA HORA DAS REFEIÇÕES ESTAVA JUNTO.MAIS HOJE TIVE QUE DECIDIR A SUA VIDA, FOI A DECISÃO MAIS DIFÍCIL QUE JÁ TOMEI.
MAIS DIANTE DE EXAMES, E CONSTATADO UM CÂNCER, AUTORIZEI O PROCEDIMENTO QUE TINHA QUE SER FEITO.
ESPERO QUE O DIA QUE NOS ENCONTRARMOS VOCE ME PERDOE, MAIS FOI PENSANDO EM ALIVIAR O SEU SOFRIMENTO.SAIBA QUE VOCÊ FOI MUITO IMPORTANTE PARA TODOS NÓS.
VOCÊ ESTARÁ SEMPRE EM NOSSOS PENSAMENTOS....ADEUS KELLY, NOSSA AMIGA DA PATINHA PRÉ HISTÓRICA..
FAMÍLIA HUMANA...EULÁLIA...VERA...PAPAI URSO...GUI...GU...CRIS...WELLINGTON...
E FAMÍLIA CANINA...LÉO...CHARLOTE...MORGANA...FLOQUINHO...KUKY COMEDORA DE ORELHAS, INCLUSIVE A SUA, NÉ KELLY...
E O MAIS NOVO MEMBRO DA FAMÍLIA..
BOB, O PESTINHA.
Os ventos que as vezes tiram
algo que amamos, são os
mesmos que trazem algo que
aprendemos a amar...
Por isso não devemos chorar
pelo que nos foi tirado e sim,
aprender a amar o que nos foi
dado.Pois tudo aquilo que é
realmente nosso, nunca se vai
para sempre...

Curitiba e Região: 41. 3663-6335

Powered By Totalize Internet Studio

rolex submariner replica | rado replica | rolex replica uk | tag heuer replica uk